A minha vida está a desmoronar-se. Aqui estão 10 maneiras de voltar a juntá-la

Não há sensação pior do que aquele poço no fundo do estômago quando se atinge finalmente o fundo do poço. É um lugar escuro lá em baixo. Não há luz ao fundo do túnel. Não é mais do que um lugar escuro, escuro. Os dias parecem crescer mais. A tristeza paira sobre nós. Por mais que tentemos manter as coisas unidas, elas não podem deixar de se desdobrar e afastar-se ainda mais do nosso controlo. Sempre que sinto que a minha vida está a desmoronar-se, faço sempre estes passos exactos para me ajudar a voltar a pôr-me de pé. Continue a ler se estiver a tentar recompor as coisas.

Aplicativo de meditação livreDeclutter The Mind é um aplicativo que lhe ensinará a meditar, ajudá-lo a formar o hábito de uma prática regular, e expandir a sua mente para os ensinamentos da atenção.

A minha vida está a desmoronar-se. Aqui estão 10 Maneiras de a Puxar Toda Juntos.

#1. Leia um Grande Livro

Quando a minha vida está a desmoronar-se, é porque me tenho pendurado na minha mente um pouco mais do que deveria. E uma vez ultrapassado o período de boas-vindas, a sua mente vai aprisioná-lo neste ciclo negativo vicioso que o leva a uma depressão mais profunda ou a um estado de ansiedade. Por isso, pode ser uma boa ideia passar da sua mente para a mente de outra pessoa, pelo menos durante algum tempo. Uma boa maneira de o fazer é através de um bom livro.

Pessoalmente, um dos melhores livros que irá ler é “Meditações” de Marcus Aurelius tradução de Gregory Hays. É basicamente a sua revista a tentar convencê-lo a mudar o seu comportamento. Nunca foi para ser lido por ninguém, mas foi tão bom que muitos no mundo o leram. Outro grande livro que vai gostar é “Change Your Questions, Change Your Life” de Marilee Adams, que é sobre a transição da sua perspectiva pelo conjunto de perguntas que faz. E a última recomendação de livro para o ajudar quando a sua vida está a desmoronar-se é “Nonviolent Communication”, de Marshall B. Rosenberg. Estes três livros são realmente excelentes para o ajudar a ganhar uma nova perspectiva, a mudar a sua abordagem, e a retomar a sua vida.

Ajude quando sentir que a sua vida está a desmoronar-se

#2. Obter Ajuda Profissional

Na maioria das vezes, quando a minha vida está a desmoronar-se, tento ser a minha própria heroína e resolver os problemas sozinho. Mas estar no meio dos problemas não me permite ter uma boa caixa de ressonância para garantir que tomo a decisão certa. E assim, apesar das tentativas de fazer desaparecer os meus problemas, normalmente só os torno piores. E é aí que a ajuda profissional tem de chegar e salvar o dia. A razão para partilhar este antídoto é para lhe dizer que não há problema se precisar de consultar um psicoterapeuta, um conselheiro familiar ou matrimonial, ou algum outro perito profissional para obter a ajuda de que precisa.

p>Por vezes, estás tão profundamente nas areias movediças, que não há maneira de saíres por ti próprio. As pessoas são destinadas a ajudarem-se mutuamente. Por isso, não tenha medo de pedir ajuda se precisar dela. É melhor olhar objectivamente para uma situação para que os seus pensamentos não o conduzam a uma espiral tóxica de inverdades. Sabem do que estou a falar. Aquele momento em que os teus pensamentos tomam conta de ti e é tudo conversa negativa sobre ti, sobre a pessoa com quem podes ter um conflito, sobre o mundo, a lua, e as estrelas. Pouse a pá na sua mente e obtenha essa segunda opinião sobre como recompor a sua vida. Poderá ter de reconstruir as coisas de forma lenta e dolorosa, mas as subidas de montanha doem sempre quando se está fora de forma.

#3. Cuide da sua saúde mental

A sua saúde mental é um ingrediente chave para o seu sucesso quando a vida está a desmoronar-se. O maior inimigo que causa drama no seu cérebro são os seus pensamentos. Por vezes, eles saltam de todas as paredes e fazem-te passar por uma lista de roupa suja com tudo o que é uma porcaria para ti e para a tua situação. Eles distraem-te ao ponto de não acabares por tomar conta de ti próprio, simplesmente pioras. E é assim que acabas aqui no fundo do poço. Pensamentos estúpidos. Assim, sempre que aquele diabinho explode numa tangente, vais ter de aparecer lá e gritar “cala-te já”. Ele não o fará. E é aí que tem de começar a fazer coisas como meditar, falar com um amigo para ter uma visão objectiva, reconhecer quando está a ser catastrófico, e talvez consultar um livro de terapia cognitiva comportamental (CBT).

#4. Let Go of Things You Can’t Control

Quando a vida está a desmoronar-se, a única coisa que se quer mais do que tudo é a única coisa que não se pode ter: controlo. Quer fazer com que a dor pare. Quer voltar para onde estava há um ano ou há dez anos. Quer congelar o tempo para poder levar esse segundo a chorar, gritar ou respirar.

p> Mas o tempo não fica parado. Não podemos trazer de volta as pessoas que perdemos. Não podemos forçar as pessoas que estão desesperadas a partir a permanecer connosco. Por vezes é até difícil fazer com que as vozes gritantes na cabeça se acalmem para que se possa pensar claramente. A vida é muito curta. E isso é assustador. Mas podemos ou tentar controlar coisas que não podemos controlar e passar toda a nossa vida miserável ou podemos controlar o que podemos controlar e aceitar que algumas coisas não estão ao nosso alcance e encontrar a paz.

Tudo o que temos neste momento é este momento e você sabe o que está a passar ao ler isto. Mas se tentar enfrentar a sua vida momento a momento, pode recompor-se.

Talvez o seu parceiro queira o divórcio ou talvez tenha perdido alguém que amava com cancro, e é doloroso e quer que as coisas sejam como dantes. Mas não se pode esconder no passado. Simplesmente, já não existe. Mas ainda se tem estes momentos. Ainda tens a tua vida. Ainda tem este momento para ver o pôr-do-sol, fazer movimentos de dança parvos, inspirar as pessoas à sua volta, ajudar as pessoas que sofrem, mostrar às pessoas o que é o amor, e encontrar a felicidade na dor. O mundo precisa tanto de si. Mas precisa de si para viver este momento, por isso, por favor, pare de se esconder no passado. O vosso lugar já não é aí.

#5. Faz o que não queres fazer

Quando a tua vida está a desmoronar-se, há muitas vezes coisas que não queres realmente fazer. Talvez se recuse a ceder à realidade de uma situação ou talvez esteja tão deprimido que tenha deixado de tomar conta de si próprio. Mas a verdade é que, para sair desta situação desagradável que está a passar, vai ter de fazer aquelas pequenas coisas que não quer fazer. Como sair da cama de manhã, vestir-se, tomar um duche, fazer uma refeição saudável, ouvir o pedido constante de alguém e cumpri-lo, e todo aquele outro jazz. Essas pequenas coisas podem parecer pequenas, mas são passos realmente importantes na construção da sua vida de novo juntos. Pode ser difícil fazer essas coisas, mas elas são necessárias.

Elevar pesos e manter-se em forma pode ajudar quando a sua vida parece estar a desmoronar-se

#6. Cuidar da sua saúde física

Quando a vida está a desmoronar-se, é importante cuidar da sua saúde física. Isso significa, cozinhar refeições saudáveis em vez de encomendar comida para fora mais um dia seguidos. Isso significa dar uma longa caminhada ou correr para fora para respirar aquele ar fresco. Significa também tomar as escadas em vez do elevador ou escada rolante. Pode também ir ao ginásio para fazer exercício.

Or se ainda não estiver realmente pronto para ir ao ar livre, jogando uma playlist de exercício do YouTube que faz a partir de casa. Os meus favoritos são os vídeos de treino Zumba. São muito divertidos para dançar e não precisa de qualquer equipamento. Ao cuidar da sua saúde física, evita outros potenciais problemas que o chutarão enquanto estiver em baixo. Também ajuda a manter o seu corpo forte, caso a causa da sua frustração esteja relacionada com a saúde. Outra razão pela qual é bom cuidar da sua saúde física quando a sua vida está a desmoronar-se é porque pode sentir boas endorfinas a fluir através de si durante o exercício. Pode não o sentir no primeiro dia, mas após um esforço diário consistente, começará a sentir-se mais feliz.

#7. Meditar

Para ser honesto, quando a minha vida está a desmoronar-se, normalmente evito a meditação. Fico assustado de estar sozinho com os meus pensamentos. A mente é um lugar assustador. Mas descobri recentemente meditações guiadas de bondade amorosa que o ajudam a expressar compaixão por si próprio, pessoas de quem gosta, alguém com quem não se dá bem, e uma pessoa neutra como alguém que passa na rua.

Meditações de bondade amorosa não são sobre sentar-se e respirar fundo. Há ideias que lhe são dadas para se concentrar, para que não esteja sozinho com os seus pensamentos tóxicos. É uma meditação realmente excelente para praticar quando a sua vida está a desmoronar-se e está a tentar encontrar uma forma de trazer a positividade de volta à sua vida. Através da expressão compaixão pelos outros (e por si próprio), reconstrói-se lentamente. E, uma vez que a meditação ajuda a religar o cérebro, ajuda a fazer de si uma pessoa mentalmente mais forte ao longo do tempo.

#8. Preste Atenção às Necessidades de Todos

P>A maior parte do tempo em que a nossa vida se desmorona, é porque não notamos as necessidades das pessoas (e sim, isso também inclui as nossas). Lutas, rupturas e relações que se desmoronam são frequentemente causadas por falhas de comunicação. E apesar de sermos seres sociais, nem todos somos os melhores comunicadores. E esse mal-entendido conduz frequentemente a tensão, dor e frustração. O livro de Comunicação Não-Violenta que recomendei na primeira secção deste artigo foi um dos livros mais reveladores que alguma vez li sobre comunicação. Ensina-lhe como ouvir as necessidades dos outros e pedir que as suas necessidades sejam também satisfeitas de uma forma que não só seja compreendida e ouvida, mas de uma forma que não cause retaliação. O livro até discute como não se trata de ganhar ou perder o argumento, mas de ambas as partes obterem o que realmente querem.

Criar uma lista de gratidão para se lembrar das coisas da vida a apreciar

#9. Criar uma Lista de Gratidão

Num artigo recente, partilhámos uma mega lista de gratidão de mais de 175+ ideias de coisas pelas quais poderia estar grato. Todos têm uma experiência diferente, pelo que a sua lista de agradecimento será diferente da de todos os outros. Mas mesmo que alguém tenha algo que você não tem, é importante lembrar que você também tem coisas que as outras pessoas não têm. Quando a sua vida está a desmoronar-se, é tão fácil ficar a olhar para o nevoeiro e não ver nada que valha a pena.

Mas esses são apenas os seus pensamentos negativos a dizer-lhe que não há nada por que estar grato. Por exemplo, está a ler isto neste momento. Pode ver ou ouvir isto, pode compreendê-lo, está vivo. São três coisas aí mesmo e nunca nos encontrámos sequer antes. Sabia que as pessoas eram completamente analfabetas há dois mil anos atrás? Elas não sabiam ler de todo. Talvez tenham perdido algo que realmente queriam e que vos deixou tristes. E não há problema em ficar triste por perder coisas. Não faz mal estar ansioso, frustrado, confuso, assustado. Isso é totalmente normal. Mas o jogo ainda não acabou. Ainda tem tantas coisas a seu favor. E essas coisas são o que pode usar para o ajudar a recuperar a sua vida.

#10. Viver no Presente

Há três períodos de tempo: o passado, o presente, e o futuro. Mas a maioria das pessoas nunca viveu o momento presente. Estão a reproduzir memórias do passado desejando e esperando poder voltar atrás. Estão em pânico sobre o futuro, preocupando-se com o que lhes vai acontecer e perguntando-se se ficarão bem. Mas sabem em que momento estão a salvo? Este está a ter lugar neste preciso momento. Neste momento, tudo o que está a fazer é ler um artigo sobre o que fazer quando a sua vida está a desmoronar-se. O que adoro em partilhar este momento consigo é que reconheceu que as coisas não estão a correr bem e tomou medidas ao ler este artigo. Tem tanta força em si para fazer isso. Se queres tomar medidas, és um fazedor. E os fazedores melhoram a sua situação e o mundo. Mas isso é literalmente a tua vida neste momento.

Podes estar a chorar enquanto lês isto ou assustado ou triste. Não faz mal. As coisas a desmoronarem-se não é realmente o que as pessoas querem na vida. Mas alguns dos melhores momentos (no futuro) vêm de coisas a desmoronarem-se no presente. Uma pessoa sábia disse uma vez, ok, foi Ted Mosby de How I Met Your Mother, ele disse “às vezes as coisas desmoronam-se para dar lugar a coisas melhores”. E hoje não sabemos o que serão essas coisas melhores. Mas essa é uma aventura emocionante que vem na tua direcção. Portanto, não te martirizes agora, constrói-te a ti próprio.

Conclusão

Quando a minha vida está a desmoronar-se, estas são algumas das coisas que eu faço para as recompor. As coisas podem não estar a correr bem para si neste momento e sei que este momento é doloroso. Só queres ampliar para o futuro para saberes se vais ficar bem. E sabe o que vai estar. Os maus momentos passam sempre. Por isso, quando finalmente tiveres esse bom momento, não te esqueças de o apreciar. Sinta-o. Adora-o. Tira uma fotografia instantânea na tua cabeça. Em breve, estará melhor. Mas entretanto, é importante que invista na sua cura. Que tenhas força para apanhar os pedaços e reconstruir-te a ti próprio. Se precisar de alguém que o ouça, deixe um comentário sobre o artigo abaixo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *