As 10 Maiores Personagens Femininas em Programas de TV, Classificadas

As mais icónicas personagens femininas na TV revelam qualidades complexas que as tornam interessantes e nada planas. Desempenhos femininos memoráveis ajudam à capacitação, mostrando personagens com substância, complexas e tridimensionais. Os cenários em que decorrem permitem, ao público feminino, perceber que podem assumir qualquer papel na sociedade, em posições que exigem poder, criatividade ou onde os moldes têm de ser quebrados.

Na televisão, há um grande número de personagens femininas que causam atracção e admiração, mas algumas delas destacam-se entre outras por serem icónicas, únicas e bem escritas. Se escritas e bem escritas, estas mulheres vivem na memória dos espectadores durante muito tempo, seja porque são inspiradoras, fortes, engraçadas, guerreiras ou mesmo com um toque de loucura. Elas podem não ser necessariamente modelos do que é moralmente correcto, mas demonstram grande variedade no ecrã. Sem mais demoras, aqui estão as dez maiores personagens femininas que são muitas coisas, excepto planas.

10 Leslie Knope (Parks & Recreação)

Amy Poehler interpreta um funcionário público ambicioso e optimista, que espera, um dia, ocupar altos cargos no governo. Embora tenha uma posição de nível intermédio no início da série, está confiante de que é apenas o início da sua carreira na política, onde espera proporcionar melhores benefícios à sua cidade.

Leslie Knope é uma personagem conhecida por promover a igualdade de género, apoio entre as mulheres e empoderamento. Por este motivo, é vista como uma figura positiva, que não só é forte, inteligente e com personalidade, mas também tem um enorme entusiasmo, empenho e vocação para o seu trabalho. A forma como ela encara cada situação de forma positiva faz com que, por vezes, ela distorça a sua realidade, mas isto também lhe permite manter as melhores intenções.

9 Veronica Mars (Veronica Mars)

Esta personagem fictícia passou por muitas situações que tornaram o papel mais complexo. Veronica Mars é narrada com flashbacks e locuções, onde uma rapariga despreocupada e doce se torna cínica e ressentida após viver a rejeição dos seus amigos, o abandono da sua mãe e uma violação que não pode denunciar a um xerife que lhe chama mentirosa.

Novas amizades permitem a Veronica deixar a sua fachada cínica e iniciar uma nova fase na sua vida, onde usa as suas capacidades como detective para ajudar as pessoas, num cenário que encoraja a lealdade. Veronica Mars é vista como uma personagem muito real porque é forte, inteligente, vulnerável, complexa, admirável e com falhas, contrastando os seus traços de personalidade.

8 Annalise Keating (How to Get Away With Murder)

Annalise Keating’s aparentemente perfect life, mostrado no início da série, desfaz-se à medida que o personagem é introduzido. A advogada de defesa e professora de direito penal tem um alto perfil, poder, reconhecimento e um bom casamento, mas as aparências podem enganar.

A actriz Viola Davis tem sido elogiada por este papel que lhe tem valido vários prémios. A personagem mostra profundidade de emoção, é carismática, brilhante, apaixonada e disposta a enfrentar o conflito. Annalise Keating está cheia de surpresas e nunca é possível prever qual será o seu próximo passo, conseguindo calcular e manipular cenários a seu favor, para que ela nunca pareça má.

7 Buffy Summers (Buffy the Vampire Slayer)

Buffy (Sarah Michelle Gellar) é uma das personagens femininas mais icónicas da televisão. Ela tem poderes como força, velocidade, reflexos, cura e agilidade sobre-humana que lhe permitem ser uma caçadora de seres sobrenaturais como demónios e vampiros.

A personagem é uma líder nata e lutadora, que dá boas lições de auto-defesa e combate, por isso é vista como um dos papéis mais fortes na televisão. A personalidade da Buffy muda, tornando-se menos social e popular na sua escola para proteger os seus entes queridos.

6 Daenerys Targaryen (Jogo de Tronos)

Na popular série de TV Game of Thrones, muitas personagens femininas poderosas são apresentadas, mas Daenerys (Emilia Clarke) é uma das mais reconhecidas pelos fãs, pelos seus três dragões, pelo grande número de títulos, pela sua força e resolução.

Embora muitos fãs tenham mostrado o seu descontentamento com o final de Daenerys devido à sua brusca sensação, na realidade, Daenerys Targaryen mostra a sua personalidade em cada temporada, com acções que têm sido progressivamente justificadas. Mas no final, esta ambição de poder faz com que ela cometa qualquer atrocidade em nome dos seus interesses. O ódio dos espectadores pela destruição de um personagem que amaram não diminui a importância, força e profundidade que o Breaker of Chains ainda tem.

5 Selina Meyer (Veep)

Selina Meyer é a vice-presidente dos Estados Unidos no início da primeira temporada da série HBO. Ao longo do desenvolvimento da história, Selina passa por diferentes vicissitudes que fazem desta comédia uma das melhores de todos os tempos.

Com linhas de morder e uma incrível actuação de Julia Louis-Dreyfus, Veep alcançou recordes em prémios importantes como os Globos de Ouro e Emmy. A cena política é ideal para esta comédia, que apresenta personagens fictícias com muita semelhança com algumas da vida real, onde o protagonista tem aspirações mais elevadas e com o tempo ganha influência e poder que ajudam a enfrentar os desafios.

4 de Junho ‘Offred’ Osborne (The Handmaid’s Tale)

A personagem baseada no romance de Margaret Atwood tem grande profundidade, onde os gestos e silêncios muitas vezes dizem mais do que palavras. June deve abandonar o seu nome (e adoptar Offred) quando se torna parte do serviço do comandante, numa sociedade opressiva que roubou toda a sua liberdade e lhes impôs novas regras.

A perda de identidade, igualdade e justiça faz com que Offred (Elisabeth Moss) se desvende em certos momentos, mas a grande inteligência que possui permite-lhe pensar em tudo duas vezes, a fim de alcançar os seus objectivos, que muitas vezes consistem apenas em sobreviver. Uma personagem intensa dentro de uma história poderosa, onde as mulheres são vistas como meros instrumentos para procriar, vivendo numa sociedade cruel.

3 Liz Lemon (30 Rock)

30 A criadora de Rock Tina Fey inspirou-se no seu trabalho como argumentista no Saturday Night Live, conseguindo construir um cenário hilariante que mostrava os bastidores de um programa de televisão. Com a personagem de Liz Lemon, ela criou um tipo de mulher que raramente apareceu nos meios de comunicação.

Lemon é considerado, por muitas pessoas, um dos melhores personagens da televisão, com muitas camadas que revelam uma pessoa real com incoerências. Entre as suas características mais notáveis estão a falta de jeito, desordem, caos, inteligência, sarcasmo e o seu amor pela comida. Com o papel, Tina Fey ri-se de si própria e de tudo à sua volta.

2 Eve Polastri (Killing Eve)

Sandra Oh estrela num thriller de espionagem que tem surpreendido muitos e deixado muitos fãs empenhados. Eve é uma agente da inteligência britânica que se torna obcecada por um assassino contratado, começando o jogo do gato e do rato. O papel é explorado ao máximo por Sandra Oh, que aproveita uma trama que se desmorona e estuda duas personagens femininas e convida à reflexão sobre solidão e assassinato.

A perseguição lança uma grande quantidade de química no ecrã, entre duas mulheres que estão unidas pelos acontecimentos. Polastri é uma personagem de ficção inteligente, realista, bastante comum, mas com um desejo de uma vida extraordinária, que trouxe muito à ribalta neste momento.

1 Miriam ‘Midge’ Maisel (A Maravilhosa Sra. Maisel)

Amy Sherman-Palladino sabe como criar grandes personagens femininas. Uma delas é Midge Maisel, uma dona-de-casa dos anos 50, que está a iniciar uma carreira de comédia em Nova Iorque. Rachel Brosnahan interpreta esta pessoa hilariante e talentosa, dizendo um dos melhores diálogos para a televisão de hoje, com um ritmo bastante acelerado, característico de Sherman-Palladino.

A comédia é inspirada por comediantes femininas pioneiras como Totie Fields e Joan Rivers, narrando como as mulheres tinham de criar espaço para si próprias no mundo do entretenimento. A Sra. Maisel, como começa a ser conhecida nas cenas de comédia, desenvolve um humor aguçado, à frente do seu tempo, que faz as pessoas verem que talento, inteligência, feminilidade e beleza podem andar de mãos dadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *