eGFR usando CKD-EPI

A equação CKD-EPI (Chronic Kidney Disease Epidemiology Collaboration) foi desenvolvida num esforço para criar uma fórmula mais precisa para estimar a taxa de filtração glomerular (TFG) a partir da creatinina sérica e outros parâmetros clínicos facilmente disponíveis, especialmente quando a TFG real é >60 mL/min por 1.73m2.

Investigadores reuniram dados de múltiplos estudos para desenvolver e validar esta nova equação. Dividiram aleatoriamente 10 estudos que incluíam 8254 participantes, em conjuntos de dados separados para desenvolvimento e validação interna. 16 estudos adicionais, que incluíram 3896 participantes, foram utilizados para validação externa.

A equação CKD-EPI teve um desempenho melhor que a equação MDRD (Modification of Diet in Renal Disease Study), especialmente com uma taxa de filtração glomerular mais elevada, com menos parcialidade e maior precisão. Ao analisar os dados do NHANES (National Health and Nutrition Examination Survey), a taxa de filtração glomerular média estimada foi de 94,5 mL/min por 1,73 m2 contra 85,0 mL/min por 1.73 m2, e a prevalência de doença renal crónica foi de 11,5% contra 13,1%.

A equação CKD-EPI, expressa como uma única equação, é:

    li>GFR = 141 * min(Scr/κ,1)α * max(Scr/κ, 1)-1.209 * 0,993Age * 1,018 * 1,159

Scr é creatinina sérica (mg/dL), κ é 0,7 para as fêmeas e 0,9 para os machos, α é -0,329 para as fêmeas e -0,411 para os machos, min indica o mínimo de Scr/κ ou 1, e max indica o máximo de Scr/κ ou 1,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *